quinta-feira, novembro 05, 2009

O Amor dos tempos Modernos

Olá amigos!

Li este texto numa página qualquer da web. Gostei tanto, que resolvi copiá-lo para o meu blog.

Espero que gostem.



Beijos



O amor nos tempos modernos


O amor é o sentimento mais universal que existe. Juntamente com a capacidade de pensar, é provavelmente, a principal caracteristica que identifica o género humano. Para alguns, é o amor que faz com que o mundo gire, a razão da existência, o único pelo qual vale a pena morrer.Escritores, artistas e cantores fizeram do amor protagonistas das suas obras...

Amores clássicos foram os de París e Helena (por cuja beleza se fez durante 10 anos a guerra de Troya, contada por Homero); o de Marco Antonio e Cleopatra (cuja paixão parou o Império Romano), ou o de Romeo e Julieta, os célebres personagens da tragédia de Shakespeare.

Outros autores, compreenderam que o amor é o único que prevalece ante a trivialidade da vida.Contaram-no quando o tiveram, e choraram-no quando o perderam. O cupido continua sendo hoje em dia um personagem actual. O filho de Vénus continua lançando as suas flechas de amor.

Romeo e Julieta continuarão encarnando-se em qualquer lugar do mundo, em qualquer condição, sem importar a idade ou a cor. Porque a necessidade de amar é mais forte que qualquer obstáculo. O amor é a alma da criação e a sensação mais maravilhosa que pode apoderar-se de nossos sentidos; é poder e também é magia.

Mil e uma tentativas não puderam descrevê-lo com justiça, apesar de ser reconhecido como o sentimento mais nobre que o ser humano pode possuir.Vive-se por amor, morre-se por amor e até se mata por amor.

Se não o tens, procura-o. Se o possuis conserva-o, porque as alegrias do amor a nada são comparadas.Feliz aquele que está apaixonado, porque o amor fá-lo invulnerável, a ele pertence o néctar do amor, néctar divino da boca de Afrodite.


Sejam Felizes!

2 comentários:

Antonio saramago disse...

Suzy, o Amor nos tempos modernos é uma coisa que não desperta interesse, não há aquele acasalar quentinho, não se vê um par de namorados a mostrar aqueles sentimentos de paixão de outrora.
Hoje é tudo num deixa passar o tempo que amanhã logo se vê e quanto ao praticar o amor, fazem-no em qualquer lugar menos apropriado.
Vai muito mal mesmo a nossa juventude...

Tens um espaço muito bonito, vou passando por cá.

alfacinha disse...

no tempo moderno, mas, só temos uma primaveira nossa vida